Tributo a nós mesmos: a consolidação de um sonho!

Como dizia o poeta, aquele que nasceu a 10 mil anos atrás, sonho que se sonha junto é realidade. O clichê da frase nos leva ao vinil Tributo a Nós Mesmos, projeto contemplado pelo Prêmio Nodgi Pellizzetti de Incentivo à Cultura, que será lançado nesse sábado.

Pra entender melhor o projeto, a Fundação Cultural de Rio do Sul preparou um material fantástico sobre o tributo, além é claro dos outros projetos contemplados com o Fundo Municipal de Cultura. 

O destaque da gravação vai principalmente para a retomada da tradição do vinil: são mais de 20 anos que um LP não era gravado no Alto Vale do Itajaí. Além disso, a mescla das bandas participantes coloca o LP em uma posição de relíquia. Quando poderíamos imaginar que quatro bandas, de estilos totalmente diferentes, produzissem um material tão cultural para a cidade e todo o estado de Santa Catarina?

Tributo - Capa (Anderson Méts) Fronte
Quem assina a capa do LP é o Anderson Méts, vocalista da banda Fronte.

Mas o que mais chama atenção no LP é a gravação da música de outra banda pela banda. Entendeu? Saca só:

Apicultores Clandestinos

  • Delinquência Natural
  • Fui Abduzido
  • Sem Privilégios (música da Liss)

Costeletas

  • Roqueiro de Pantufa
  • Segunda-feira
  • Sai Que Eu Vou Vomitar (música da Homem Lixo)

Liss

  • Pra Cima
  • Tanto Faz
  • Eu Tenho Uma Camiseta Escrita Eu Já Sabia (música dos Apicultores Clandestinos)

Homem Lixo

  • Homem Lixo
  • Empadinha de Gente
  • Hei Menina (música da Costeletas)

Quem comprou o LP na pré-venda, já pode passar na Velvet Discos e retirar o seu. Já quem tiver interesse, pode procurar diretamente as bandas ou comprar na Velvet.

ANOTA AÍ

Anota na agenda então, nesse fim de semana, rola a festa de lançamento do LP Tributo a Nós Mesmos. A partir das 14h, no Gaia Tattoo e Mamult Mini Ramp.

Por Guilherme Antonio Karsten Lindner