Cultura e empreendedorismo: essa é a Feirinha da Servidão.

80 feirantes participam da Feirinha da Servidão nesse domingo.

Surgida há três anos de maneira despretensiosa, a Feirinha da Servidão chega à sua 28ª edição nesse domingo, 12, entre 10h e 18h, no centro de Blumenau. As ruas Curt Hering e Floriano Peixoto deixam de lado os carros a abraçam cerca de 80 pequenos empreendedores das áreas de gastronomia, artesanato (dos mais variados tipos) e moda, mesclando uma extensa programação cultural durante todo o dia.

Nesse domingo, na primeira edição de 2017, diversas novidades já serão apresentadas para o público, entre elas o Espaço Gurizada, dedicada às crianças, com brincadeiras e jogos lúdicos, além da aproximação do SESC com sua área de recreação, garantindo o dia dos pequenos. Divertindo tanto baixinhos quanto grandões, o Musicalizando com Sucata hipnotiza pelo fato de fazer música utilizando o que era lixo, com intervenções durante todo o evento. Já às 11h, é a vez do teatro de bonecos com o espetáculo “O Velho Lobo do Mar”, da Trip Teatro, de Rio do Sul. Confere AQUI um trechinho 🙂

Instrumentos com materiais reciclados em ação durante a Feirinha de dezembro de 2016.

Na literatura, Vilto Reis chega para lançar seu livro “Um Gato Chamado Borges”, pela Editora Nocaute, capitaneado pelo próprio escritor. Terezinha Manczak e Denise Patrício também participam do espaço literário, trocando ideias e apresentando suas poesias e contos autorais.

Publicado de forma independente, o livro vai estar com preço especial de lançamento: R$24,90

Somando na área de artes visuais, a Pleiadian Arts expõe seus trabalhos inspirados em Arte Visionária e Transcendental, junto com a Tinta Na Pele Tattoo, que traz diversas ilustrações e live painting durante a Feirinha, mostrando o processo de criação artístico para quem estiver passando por lá.

Na foto, o artista blumenauense Jean Errado pinta durante a Feirinha de novembro de 2016.

O autoral sempre foi o foco da programação da Feirinha. No palco, Corvette 68, Pochyua Andrade  e a banda Irmandade misturam rock, forró e reggae agitando o público a partir das 14h, na Curt Hering. Os shows, que contam com apoio do SESC, trazem um público que vem fortalecendo e consumindo a música local, tudo isso no conforto de sofás espalhados em frente ao palco.

Foto da edição de dezembro de 2016 do Sofá na Rua Blumenau, projeto integrado à Feirinha.

Toda essa programação gratuita se integra aos mais de 80 estandes que se espalham pelas duas ruas, apresentando e comercializando produtos feitos de maneira artesanal, dos mais variados segmentos. Além de promover o desenvolvimento cultural, tanto de feirantes, quanto de público e artistas, a Feirinha vem fomentando o desenvolvimento econômico de Blumenau, contribuindo para uma cidade mais humana e coletiva.

Confere aí um pouco de como foi a edição comemorativa de 3 anos, em dezembro.

Quer saber mais sobre a Feirinha? Acesse o site feirinhadaservidao.com.br e acompanhe as novidades 🙂